Gestão de saúde
Por que parar de encarar a saúde mental do colaborador como um sinistro e investir em prevenção?
Por que parar de encarar a saúde mental do colaborador como um sinistro e investir em prevenção?

Em 2017, mais de 9 mil pessoas foram afastadas do trabalho por causa de transtornos relacionados à saúde mental, segundo dados da Secretaria da Previdência um dado que reforça a necessidade de o tema ser visto cada vez mais como prioridade pelas empresas, não somente quando um quadro de ansiedade, estresse ou depressão se configura no time de colaboradores, mas também de forma preventiva.

Como já falamos em outras oportunidades, a maioria das pessoas passa mais tempo no trabalho do que com a família e os amigos. Além disso, a tecnologia que, na maior parte das vezes ajuda, pode atrapalhar se não for bem utilizada. Afinal, as tarefas que antes ficavam no escritório, hoje são levadas para casa, o que, por vezes, acarreta em prejuízos à saúde mental dos profissionais. É nesse contexto de sobrecarga que a ansiedade, o estresse e a Síndrome de Burnout aparecem.

“Os principais fatores de risco são a jornada excessiva e os líderes que, muitas vezes, são despreparados e não conduzem a equipe ou os assuntos de liderança de maneira construtiva. Veja que a forma como as lideranças fazem a gestão de suas equipes está presente na grande maioria das reclamações dos trabalhadores”, pontua Érica Fernandes, psicóloga e consultora de recursos humanos. Nesse sentido, cabe às empresas a tarefa de olhar com mais atenção para a saúde mental de seus funcionários, tão importantes para o sucesso do negócio.

Quais são os benefícios de se realizar a prevenção de saúde mental do colaborador?

Investir em ações preventivas para manter a saúde mental de seus profissionais em dia é uma prática cada vez mais comum entre as empresas, com vantagens que não ficam restritas apenas aos colaboradores. Dentre elas, destacam-se:

  • Melhora da produtividade;
  • Aumento do grau de retenção de talentos;
  • Diminuição do índice de turnover;
  • Redução do presenteísmo;
  • Diminuição do número de acidentes de trabalho e afastamento por doenças;
  • Estímulo à criatividade dos colaboradores;
  • Diminuição do grau de absenteísmo;
  • Aumento do engajamento;
  • Melhora do bem-estar organizacional;
  • Aumento da felicidade do colaborador;
  • Melhora das vendas;
  • Fortalecimento do relacionamento com clientes e fornecedores;
  • Redução dos custos;
  • Aumento da motivação dos funcionários.

Como evitar quadros de estresse, ansiedade e Burnout em colaboradores?

Para evitar ou reduzir quadros de estresse, ansiedade e Burnout no time de colaboradores, não há outro caminho a não ser o da prevenção. “Ter uma rede de amparo, orientação e encaminhamento aos serviços de médicos e psicólogos é muito importante. Porém, muitas vezes, boa parte dos problemas podem ser evitados com conversas, acompanhamentos e gestão das equipes”, afirma Érica.

Confira, a seguir, algumas iniciativas que podem atuar como grandes ferramentas de prevenção:

Investir em programas de saúde mental

Programas de saúde mental são indispensáveis para melhorar o bem-estar dos colaboradores, por isso vale a pena oferecer um acompanhamento profissional especializado, feito por psicólogos e psiquiatras, que podem ser tanto internos quanto externos.

Outra maneira é subsidiar atendimentos clínicos com profissionais credenciados ou não. E para casos em que houver a intervenção com fármacos prescritos por um médico, por exemplo, um plano de medicamentos que cubra parte dos custos também é um importante suporte à pessoa.

Oferecer benefícios corporativos

Os benefícios corporativos também têm um papel determinante de amparo à saúde mental dos colaboradores, atuando em prol de sua saúde e bem-estar . Veja alguns exemplos:

Programas com academias

Exercícios físicos são comprovadamente fatores que ajudam a melhorar o humor das pessoas, além de trazer inúmeros benefícios físicos, como o aumento do tônus muscular, a melhora da circulação sanguínea,  a redução dos índices de diabetes e colesterol, além do estímulo à socialização.

Atividades de relaxamento

Oferecer um dia de massagem, meditação e relaxamento em algum local especializado nesses tipos de serviços também é uma boa alternativa para os funcionários que se veem em meio a situações de muito estresse, ansiedade generalizada e até mesmo Burnout.

Viagens

Programas que oferecem  descontos ou mesmo o custeio integral de passagens são meios eficientes de promover mais qualidade de vida ao colaborador e a seus familiares.

E esses recursos não precisam ser dados, necessariamente, durante as férias.  Finais de semana, ou alguns dias de feriado prolongado, por exemplo, podem ser aproveitados para aliviar a tensão do funcionário.

Trabalhar com horários flexíveis

Horários flexíveis são um meio eficiente de fazer com que o colaborador produza mais e melhor, gerando, consequentemente, bons resultados para as organizações. Não à toa, a prática é cada vez mais comum entre as empresas.

Adotar o home office

É uma questão de tempo para o home office virar padrão dentro de muitas companhias. E não é pra menos: um estudo da Universidade de Stanford constatou que colaboradores aumentam até 13% sua produtividade quando trabalham de casa.

A liberdade que um escritório domiciliar oferece, acompanhada, é claro, de muita disciplina, proporciona uma melhora significativa do bem-estar e da motivação do profissional, além de dar a ele mais autonomia.

Ter uma gestão humanizada

Uma gestão que privilegie o ser humano ajuda, evidentemente, na prevenção da saúde mental dos colaboradores. Portanto, cabe aos gestores conversar com suas respectivas equipes, a fim de entender como cada um de seus integrantes se sente na empresa e na sua função.

Levar também a inteligência de dados para dentro do RH é fundamental para levantar informações precisas qualitativas e quantitativas sobre o quadro interno, assim como pesquisas de satisfação e avaliações de desempenho.

 

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de

Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as novidades Vidalink e artigos sobre bem-estar.