Gestão
A importância das soft skills no ambiente corporativo
A importância das soft skills no ambiente corporativo

Em um período de constantes mudanças, ter soft skills desenvolvidas é essencial nos dias de hoje. Veja como empresas e colaboradores podem se beneficiar com elas.

 

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e desafiador, entender e controlar as emoções para se adaptar às diferentes situações são habilidades indispensáveis para impulsionar a carreira e relacionamentos.

Um estudo feito pela Universidade de Michigan mostrou que trabalhadores com habilidades sociais bem apuradas — gerenciamento de tempo e estresse, resolução de problemas, comunicação e bom trabalho em equipe — tendem a trabalhar em empresas melhores e obter salários mais altos.

Além disso, colaboradores que recebem treinamentos relacionados às soft skills são 12% mais produtivos do que aqueles que não receberam. Esses dados mostram que aspectos como as aptidões sociais, emocionais e mentais mostram-se tão importantes quanto um bom currículo.

Mas afinal, o que são soft skills?

São as habilidades particulares e inerentes a cada indivíduo. Elas também são conhecidas como people skills (habilidades com pessoas) e interpersonal skills (habilidades interpessoais). Se bem desenvolvidas, essas competências trazem benefícios tanto na vida pessoal quanto na profissional

Recentemente foi constatado em um estudo feito pelo LinkedIn que 92% dos recrutadores enxergam a soft skills como tão ou mais importantes que as hard skills. Por este motivo, o papel dessas habilidades na busca por empregos é essencial. Para Lydia Liu, Diretora de RH da Home Credit Consumer Finance, “as hard Skills abrem portas, as soft Skills fazem os candidatos entrarem.”

Soft skills no ambiente corporativo

Para as empresas, encontrar colaboradores que tenham soft skills desenvolvidas garante melhor relacionamento dentro das equipes, baixo turnover e aumento da produtividade, facilitando a construção da cultura e segurança psicológica.

E, para além das equipes, as áreas de recursos humanos estão cada vez mais preocupadas em aprimorar as soft skills de seus gestores.

 No livro It’s the Manager, os autores Jim Clifton e Jim Harter apontam que os desafios diários dos gestores incluem gerenciar funcionários de diferentes gerações com diferentes necessidades, diversidade e inclusão, equipes matriciais, inteligência artificial e forças de trabalho remotas.

 

 “É provável que, para cada 10 supervisores que você teve ao longo de sua carreira, você provavelmente gostaria de trabalhar para apenas dois ou três deles novamente, se você tiver sorte.”

E completam: “Isso soa verdadeiro porque podemos sentir a diferença em trabalhar para um gestor que é naturalmente inclinado a inspirar e motivar as pessoas. No local de trabalho, sabemos que os melhores gerentes inspiram naturalmente as equipes a realizar um trabalho excepcional.”

 

Seria possível desenvolver essas habilidades? 

Apesar de ser mais demorado, por envolver padrões de comportamento do profissional e características pessoais, as soft skills podem, sim, ser aprimoradas.

Segundo a consultoria Gallup, escolas e universidades já estão se tornando lugares que propiciam aos estudantes a possibilidade de desenvolver habilidades sociais, além das técnicas. Áreas de recursos humanos estão considerando a melhor forma de classificar grupos de candidatos para identificar aqueles com as habilidades sociais necessárias para o trabalho.

Medindo as soft skills dos candidatos

Uma das formas de avaliação, segundo a própria consultoria, é a do comportamento natural — padrões naturalmente recorrentes de pensamento, sentimento e comportamento que podem ser aplicados de forma mais produtiva.

Como as pessoas estão predispostas a certas maneiras de pensar, sentir e se comportar, conseguir medir esses padrões pode ser uma maneira de dar uma visão geral aos gestores de como os candidatos se apresentarão em determinadas áreas ou situações e quais papéis devem ser desempenhados por eles.

Os comportamentos são medidos em cinco grandes categorias ou “dimensões”:

  • Motivação: unidade para a realização. Em outras palavras, o que move uma pessoa?
  • Estilo de trabalho: organizar o trabalho para uma conclusão eficiente. Ou, como é o processo de trabalho dessa pessoa?
  • Persuasão: agir e inspirar os outros a ter sucesso. Essa dimensão responde à  pergunta: como essa pessoa influencia os outros?
  • Colaboração: construindo parcerias de qualidade. Como essa pessoa constrói relacionamentos e aborda o trabalho com os outros?
  • Processo de pensamento: resolução de problemas através da assimilação de novas informações. Como essa pessoa lida com os problemas que lhe são apresentados?

Soft skills mais procuradas pelas empresas

No relatório do Fórum Econômico Mundial, Future of Jobs Survey 2020, estas são algumas das soft skills que serão mais solicitadas pelas empresas até 2025:

  • Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem
  • Pensamento crítico e análise
  • Criatividade, originalidade e iniciativa
  • Liderança e influência social
  • Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade
  • Inteligência emocional
  • Resolução de problemas
  • Persuasão e negociação

As soft skills não são uma tendência que vai sair de moda. Seja no trabalho remoto, no escritório ou no café da esquina, a complexidade dos tempos que vivemos e a velocidade com que tudo muda exigirá dos profissionais que estejam em dia com o desenvolvimento de competências mentais, emocionais e relacionais.

Por isso, é tão importante proporcionar treinamentos e ferramentas que estimulem o aprimoramento de soft skills, favorecendo um ambiente corporativo mais saudável e produtivo para todos. Assim, gestores e colaboradores podem administrar seus interesses e, juntos, contribuir com o crescimento da empresa.

Dica da Vida

Você já conhece o Vidalink Up o mais novo pilar de desenvolvimento de soft skills do Plano de Bem-Estar Vidalink?

Com Vidalink Up os colaboradores têm acesso:

  • Trilhas com conteúdo interativo para dar maior consciência sobre o desenvolvimento de soft skills
  • O acompanhamento da Vida, wellbot de Bem-Estar, com testes que exercitam os conteúdos abordados

 

São conteúdos criados, em parceria com especialistas, para que as empresas ofereçam aos seus colaboradores, ferramentas de adaptação às diferentes situações cotidianas, possibilitando a eles impulsionar suas carreiras e viverem suas melhores versões.

 

*Publicação junho de 2022

Inscreva-se
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as novidades Vidalink e artigos sobre bem-estar.

    SimNão