Gestão
Saiba por que o reforço positivo é importante para a política de bem-estar corporativo
Saiba por que o reforço positivo é importante para a política de bem-estar corporativo

Uma maneira de reconhecer a dedicação e o empenho dos colaboradores, sobretudo neste momento ainda difícil, é por meio do reforço positivo. O conceito que faz parte do behaviorismo – ciência que estuda o comportamento dos seres vivos – reforça a necessidade de que todas as pessoas têm de se sentirem valorizados por suas ações.

Mas como colocar essa proposta em prática na sua empresa? É o que vamos esclarecer agora, confira!

O que é o reforço positivo?

Reforço positivo é um conceito que se utiliza de estímulos para incentivar uma pessoa a desenvolver, ou manter, um comportamento que é benéfico para ela e para o ambiente no qual se encontra.

Surgida na metade do século XX, a ideia de reforço positivo faz parte de um método criado pelo filósofo behaviorista Burrhus Frederic Skinner, denominado “Condicionamento Operante”, que percebeu que era possível modificar e até controlar o comportamento dos seres humanos por meio de estímulos externos.

De maneira resumida, trata-se de uma forma de aprendizado na qual o reforço positivo é empregado quando há uma ação desejada, enquanto o reforço negativo é aplicado em casos de ação indesejada.

A relação do reforço positivo com o bem-estar dos colaboradores

Reconhecimento e valorização são necessidades básicas de todo ser humano. Por isso, um ambiente de trabalho positivo é extremamente importante para a saúde mental e física dos funcionários. O reforço positivo estimula o comportamento desejado, ou seja, traz benefícios para a performance geral de uma empresa. O conceito também promove a competição saudável, melhora a autoestima dos colaboradores, assim como a motivação e o comprometimento. Além disso, mostra com muito mais clareza o que deve ser feito, o que é desejável e valorizado, permitindo ao profissional visualizar melhor se está no caminho certo ou não”, explica Heloísa Orsolini Albertotti, headhunter, master coach e sócia administrativa da Matiz RH.

Benefícios de utilizar o reforço positivo nas relações de trabalho

Antes de falarmos sobre os benefícios do reforço positivo nas relações de trabalho, Heloísa chama a atenção para uma importante questão:

Imagine uma empresa na qual as pessoas nunca são elogiadas, valorizadas ou reconhecidas. Ao contrário, são criticadas quando algo não vai bem. Nunca recebem um aumento por melhora na performance e no desenvolvimento, nem bônus, premiação, muito menos uma promoção. É desse lugar que todos querem fugir hoje em dia! Altos níveis de estresse, turnover, depressão, ansiedade, descontentamento e insatisfação são apenas alguns dos resultados desse tipo de cultura”, ressalta.

Ou seja, além de promover a autoestima e autoconfiança dos colaboradores, as empresas que aplicam o reforço positivo podem contar com benefícios como:

  • Retenção de talentos;
  • Diminuição do absenteísmo e presenteísmo;
  • Aumento da produtividade e do nível de comprometimento;
  • Melhora na qualidade de vida e na sensação de bem-estar.

Já do ponto de vista dos funcionários, é possível dizer que eles se sentem mais valorizados e reconhecidos. Com isso, seus comportamentos positivos são enaltecidos e priorizados, permitindo que seja extraído o melhor de cada um.

Como trabalhar o reforço positivo no dia a dia?

Ainda que o conceito do reforço positivo esteja relacionado a uma recompensa, isso não quer dizer que o negativo tenha relação com alguma punição.

O reforço positivo pode ser desde um simples e rápido feedback como ‘ótimo trabalho’ ou ‘parabéns pela criatividade’, até aumentos, bonificações, prêmios, promoções, etc. Ou seja, é uma ação concreta que expressa contentamento frente à determinada atitude ou comportamento. Mas, ao contrário do que se pensa, o reforço negativo não é uma penalidade. Trata-se da supressão de um comportamento prejudicial por conta dos efeitos pouco benéficos que gera. Para ficar mais claro, vou dar um exemplo: você percebeu que acordar tarde prejudica seu humor durante o restante do dia, então decide passar a acordar um pouco mais cedo. Isso é um reforço negativo, ou seja, uma mudança que teve origem de um resultado negativo ou prejudicial, por assim dizer”, explica Heloísa.

Mas como aplicar esse conceito no dia a dia das empresas? Confira, a seguir, algumas maneiras.

Conheça bem seus funcionários

De acordo com a especialista, para uma empresa se beneficiar do reforço positivo, é fundamental que as lideranças estejam atentas a cada um dos funcionários. Dessa forma, é possível identificar os pontos fortes e os que precisam de desenvolvimento em cada um.

Essa atenção também permite identificar quando um esforço extra foi empregado para chegar à solução de determinado problema, por exemplo. Ou seja, é essencial desenvolver uma visão mais humanizada no ambiente de trabalho.

É bastante importante também que a empresa tenha clareza de quais são seus valores, os comportamentos desejados e valorizados e comunique isso constantemente de forma clara, honesta, objetiva, até que todos tenham em mente. O comportamento precisa começar de cima, todos precisam estar imbuídos desse espírito”, afirma a especialista.

Tenha objetividade e clareza

O reforço positivo precisa ser claro, honesto, sincero, bem colocado, direto e preciso. Por isso, é fundamental que a forma de incentivo não seja baseada em elogios vazios ou exagerados. Segundo Heloísa, quando isso acontece, pode-se criar uma dependência de reconhecimento externo e até uma competição exacerbada.

Portanto, se um funcionário se destacou pela criatividade, por exemplo, é importante elogiá-lo diretamente sobre essa característica, evitando reforços vagos ou amplos. Os elogios precisam ser equilibrados e o feedback constante.

Reconheça os esforços

Não apenas os resultados alcançados devem ser reconhecidos. Mesmo que o trabalho empregado pelos colaboradores não tenha alcançado o objetivo, é fundamental reconhecer o esforço.

Suponha que sua equipe se comprometeu e se esforçou para chegar a determinado resultado, porém, não aconteceu como o esperado. Nesse caso, um reforço positivo seria: ‘vi que vocês se esforçaram e se comprometeram para atingir os resultados desejados. Parabéns por isso! Infelizmente, não foi dessa vez, mas gostaria de saber o que vocês acham que podemos fazer de diferente da próxima vez para atingirmos um resultado melhor?’ Ou ainda: ‘infelizmente o resultado não foi dos melhores devido a x, y e z. Mas tenho certeza que, com essa atitude de vocês, na próxima, conseguiremos melhorar!’”, sugere Heloísa.

Somado a tudo isso, é importante evitar o excesso de críticas e, quando elas forem necessárias, que não sejam feitas em público. E, para bons resultados, é fundamental que o reforço positivo se torne parte da cultura da organização.

Creio que um ambiente de trabalho positivo seja uma espécie de ‘responsabilidade social’ que todas as empresas devem fomentar, começando com o que está mais próximo”, finaliza.

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de

Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as novidades Vidalink e artigos sobre bem-estar.