Qualidade de vida
Veja quais mudanças de hábito motivar em sua equipe com planos de bem-estar
Veja quais mudanças de hábito motivar em sua equipe com planos de bem-estar

“Funcionários felizes produzem mais e melhor”. Esta máxima pode ser comprovada por diversas empresas que investem em planos de bem-estar para motivar e levar mais qualidade de vida aos seus colaboradores – e também pelos números, que reforçam tudo isso.

Afinal, de acordo com um levantamento feito pela Social Market Foundation, instituto de pesquisa independente de políticas públicas de Londres, a produtividade dos empregados aumenta até 20% quando eles se sentem mais satisfeitos.

Mas quais ações a sua empresa pode estimular? É o que você vai descobrir agora, confira!

Como planos de bem-estar impactam positivamente a sua equipe?

Como já dissemos em outras oportunidades por aqui, as pessoas buscam cada vez mais por empregos que agreguem valor às suas vidas. Portanto, mais do que boas remunerações, as empresas precisam lançar mão de outros recursos não só para conquistar, mas também reter talentos.

É nesse sentido que os planos de bem-estar corporativos se destacam, uma vez que buscam levar mais saúde e qualidade de vida aos funcionários, beneficiando-os também fora do ambiente de trabalho.

Essa estratégia vem sendo cada vez mais adotada pelas lideranças por conta da percepção de que funcionários felizes, motivados e reconhecidos tendem a produzir com mais qualidade, como confirma um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, que aponta que funcionários felizes são três vezes mais criativos, 31% mais produtivos e vendem 37% mais.

Ações de bem-estar que a sua empresa pode estimular

São inúmeras as ações que podem ser promovidas por meio de planos de bem-estar. A seguir, separamos algumas iniciativas que podem ser interessantes para o seu público interno. Contudo, vale a pena lembrar que: antes de definir em quais ações investir, é importante identificar aquelas que realmente vão ao encontro do perfil dos colaboradores. Afinal, ao levantar as características e necessidades das equipes, fica mais fácil oferecer serviços que gerem, de fato, bons resultados, sem eventuais frustrações. Confira, a seguir, algumas sugestões:

Estimular a prática de atividades físicas

Sabemos que muitas pessoas ainda são adeptas à prática de atividades físicas. No entanto, movimentar o corpo é essencial para melhorar a qualidade de vida, prevenir inúmeras doenças e, também, deixar a mente mais leve e livre dos problemas.

Por tudo isso, vale a pena incentivar os funcionários a se exercitarem mais. É possível começar com mudanças simples, como trocar o elevador pela escada e o carro pela bicicleta, por exemplo.

Somado a isso, também é interessante estimular diferentes esportes e até mesmo atividades como pilates e yoga. Além de melhorar a condição física, eles colaboram também para melhorar o relacionamento interpessoal.

Incentivar mudanças na alimentação

Sabemos que a correria do dia a dia, muitas vezes, leva os funcionários a comerem alimentos poucos saudáveis ou mesmo pular refeições. Essas práticas comprometem diretamente a saúde, podendo, inclusive, desencadear doenças como diabetes e alterações no nível de colesterol.

Disponibilizar frutas e lanches saudáveis é uma boa maneira de começar essa mudança, além de promover palestras e orientações de nutricionistas como parte dos planos de bem-estar.

Orientar sobre o cuidado com a saúde mental

Além de cuidar do corpo, é preciso dar atenção para a saúde mental dos funcionários. De acordo com uma pesquisa realizada pela Isma-BR (representante da International Stress Management Association no Brasil), 72% dos brasileiros ativos no mercado de trabalho estão sofrendo alguma sequela relacionada ao estresse. Desses, 32% apresentam a Síndrome de Burnout, transtorno caracterizado, principalmente, por um esgotamento físico e mental intenso. Apesar dessa condição, 92% dos trabalhadores continuam exercendo suas funções, piorando consideravelmente seu estado de saúde, qualidade de vida e produtividade.

Por isso, planos de bem-estar que foquem na manutenção da saúde mental dos colaboradores, com acompanhamento psicológico, podem não só diagnosticar esse quadro precocemente, como ajudar os funcionários que estão passando por esse momento a encontrarem alívio mais rápido.

Melhorar o clima organizacional

Ainda focando na saúde mental dos trabalhadores, engana-se quem pensa que a relação entre as pessoas não afeta esse lado e a produtividade. Relacionamentos saudáveis entre membros da equipe e líderes e subordinados impactam diretamente na saúde física e emocional dos envolvidos.

Por isso, também é válido que os planos de bem-estar considerem as relações, criando estratégias e melhorando pontos de comunicação que afetam o desempenho das funções e o clima do ambiente de trabalho.

Oferecer a opção de trabalho home office

Cada vez mais as empresas estão adotando o home office como uma realidade. Além de gerar economia para as organizações, essa iniciativa reforça a confiança que se tem no funcionário – afinal, ele estará prestando serviços de um local externo ao ambiente tradicional de trabalho e sem a presença de uma supervisão direta.

Alguns funcionários podem até demonstrar resistência no início, ainda mais pela necessidade de planejamento e disciplina que essa prática exige. Porém, é interessante incentivar essa mudança de hábito, visto que ela é uma forma de melhorar a qualidade de vida de cada colaborador.

Horários flexíveis também são uma alternativa que pode substituir ou somar ao home office.

Vantagens de um plano de bem-estar

Como você pode ver, as possibilidades de ações voltadas para planos de bem-estar são variadas. Após analisar o perfil da sua empresa e as necessidades dos seus colaboradores, certamente, haverá uma ou mais que atenderá bem a todos.

Com isso, organizações e funcionários obtêm vantagens como:

  • Melhora na qualidade de vida;
  • Melhora no engajamento das equipes;
  • Funcionários mais motivados e felizes;
  • Redução de gastos com afastamentos médicos;
  • Redução do turnover;
  • Redução do presenteísmo;
  • Retenção de talentos;
  • Aumento na lucratividade.

 

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de

Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as novidades Vidalink e artigos sobre bem-estar.