Gestão
Dicas para criar um ambiente e uma equipe de trabalho feliz
Dicas para criar um ambiente e uma equipe de trabalho feliz

Ainda há quem pense que basta um bom salário e alguns benefícios para manter os funcionários motivados. O fato é que um ambiente de trabalho feliz é o verdadeiro segredo das empresas que chegaram ao topo do sucesso.

Isso acontece porque um negócio não é feito apenas de produtos e serviços de qualidade, mas sim de pessoas que, quanto mais valorizadas e adaptadas, melhor desempenharão seus papéis.

Qual a importância de um ambiente de trabalho feliz?

Se os funcionários fazem longas pausas entre uma tarefa e outra, ou se preparam para ir embora muito antes do horário final do expediente, é melhor ficar atento.

Esses são apenas alguns exemplos de descontentamento com o local de trabalho e fortes indícios de que é preciso buscar melhorias para promover um ambiente de trabalho realmente feliz.

Obviamente, todo mundo que começa a trabalhar busca por uma boa remuneração e um bom pacote de benefícios. No entanto, por mais que a empresa atenda a esses requisitos, se o clima organizacional for desagradável, dificilmente o colaborador ficará por lá.

Excesso de cobranças, atritos entre funcionários e chefias, rigidez ou intolerância com horários, entre outros pontos, são fatores que desmotivam os colaboradores e, por consequência, comprometem seu desempenho.

Ambientes mais agradáveis fazem com que o colaborador fique mais à vontade para exercer suas funções. A humanização dos espaços físicos melhora o clima organizacional, instiga a criatividade, a inovação e favorece a criação de ambientes de colaboração, impactando diretamente na produtividade de todos”, afirma Bianca Andrade, psicóloga e diretora da Sociis RH.

Como tornar o ambiente de trabalho feliz?

Mas tornar o ambiente de trabalho feliz, ao contrário que muitos empregadores pensam, não é uma tarefa tão complicada. Além disso, há diversas ações que se quer geram custos para a empresa.

Um bom ambiente de trabalho envolve inúmeros fatores, que vão desde a infraestrutura e o layout do local (arquitetura da unidade), até as formas de organização das atividades e as políticas de gestão de pessoas (valorização e reconhecimento do colaborador). A empresa pode investir em um espaço para o descanso após o almoço ou em um ambiente para descontração, como salas de jogos. Também pode patrocinar lanches ou café da manhã especiais de tempos em tempos, além de, claro, favorecer o espaço para trocas de conhecimento e cooperação”, orienta.

Além disso, é possível colocar em práticas algumas dicas especiais, como as elencadas abaixo:

1. Crie um local mais divertido e leve

Quando falamos em ambiente, uma das primeiras coisas que vêm em mente é o espaço físico. Claro que isso vai depender muito do ramo de atividade, mas criar um lugar mais alegre e descontraído já ajuda a mudar o clima.

Mesas de trabalho mais personalizadas, espaços de descanso divertidos, ou mesmo a modificação do escritório como um todo, inspira a criatividade e oferece mais qualidade de vida aos colaboradores.

2. Ofereça mais flexibilidade

Por mais que o espaço físico seja incrível, às vezes o horário de trabalho não se encaixa na vida pessoal do funcionário, comprometendo seu desempenho.

Oferecer uma carga horária flexível pode ser uma boa saída, afinal, evita atrasos, mau humor e atritos entre os membros da equipe.

Outra forma de flexibilidade é em relação ao local onde o colaborador prestará seus serviços. Há empresas que dispõem de espaços abertos, permitindo que muitas tarefas sejam realizadas ao ar livre, incluindo até mesmo reuniões.

O home office também é uma tendência que está ganhando cada vez mais adeptos. Como muitas funções dependem apenas da internet para serem realizadas, liberar os funcionários para trabalharem de casa alguns dias da semana os deixa mais satisfeitos e aumenta bastante a produtividade.

3. Tenha uma boa comunicação

Sinceridade e transparência são pontos essenciais em qualquer relacionamento, e entre empresa e empregador isso não poderia ser diferente.

Deixar metas e objetivos definidos, assim como estabelecer uma comunicação interna direta e clara, evita o famoso “telefone sem fio” e ruídos que podem comprometer o desempenho dos colaboradores.

Somado a isso, feedbacks sinceros e profissionais fazem com que os funcionários identifiquem pontos que precisam ser melhorados, além de enaltecerem suas qualidades.

4. Reconheça as conquistas

E por falar em qualidades, reconhecer as conquistas é outro ponto essencial para manter a equipe motivada e o ambiente de trabalho feliz.

Não estamos falando em grandes eventos para comemorar uma meta alcançada, mas em pequenas atitudes, como uma palavra de reconhecimento ou mesmo um agrado como um café da manhã, que já mostram quanto o empenho de todos foi notado e valorizado.

5. Estimule a integração

É preciso lembrar que passamos, no mínimo, oito horas por dia no trabalho. Muitas vezes, convivemos mais com os colegas do que com familiares. Por isso, estimular as amizades e os vínculos dentro e fora da empresa também é uma boa maneira de manter o ambiente de trabalho feliz e garantir que as tarefas sejam melhores executadas.

A empresa também pode criar alguns mecanismos extrínsecos que auxiliam no engajamento e na motivação, como a implantação de um plano de cargos e salários, a criação de políticas de reconhecimento, participação nos lucros, plano de benefícios, auxílio-educação, entre outros”, sugere Bianca.

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de

Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as novidades Vidalink e artigos sobre bem-estar.